Mestrado em Museologia 2004/2005
 
 

MINOM Rio

III Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários- III EIEMC X Atelier Internacional do MINOM

Rio de Janeiro,
Setembro 2004

Ecomuseu Comunitário de Santa Cruz
(Quarteirão Cultural do Matadouro)


Rua das Palmeiras Imperiais, s/ nº
Santa Cruz
Rio de Janeiro
CEP: 23 550-020
BRASIL


Tema central:

Comunidade,  Patrimônio compartilhado e  Educação

Apresentação  do tema :

 

O  II Encontro Internacional de Ecomuseus ( II EIE ), realizado em Santa Cruz, Rio de Janeiro , em maio de 2000, colocou as bases de  uma reflexão relativa ao caráter sustentável das  iniciativas museológicas de cunho comunitário e apoiadas  sobre  o patrimônio local. Nessa ocasião, foram tratados os objetivos , as estratégias, os métodos  de participação e o conceito de museu educador-libertador.

 

Para este terceiro encontro, aprofundando  a reflexão em busca da construção desse museu educador-libertador, indaga-se  como  uma comunidade pode inventariar, classificar, conservar, sistematizar e analisar  o patrimônio comum, construído no cotidiano,  portador de diferentes sentidos e  formas, muitas vezes aceito com  reservas pela comunidade científica, de que modo esse patrimônio pode se tornar um instrumento eficaz de desenvolvimento local, partindo do princípio de  que museu educa e liberta as forças vivas de uma população para  o pleno exercício de cidadania.

 

Gerenciar essas informações colhidas no movimento cultural das comunidades e colocá-las a serviço do seu desenvolvimento fazem parte das ações  do museu comunitário que correspondem, numa interpretação nova e original, às missões e finalidades do museu clássico que se exteriorizam em aquisição de acervos, sua proteção e conservação e a socialização dos conhecimentos implícitos favorecendo a relação  entre  o objeto e o público, através da linguagem museográfica. Tarefa educativa nem sempre formal e organizada, porém pedagogicamente correta, a   gestão do ecomuseu ou museu comunitário  faz seu caminho,  paralela à gestão dos museus convencionais, sem no entanto competir com ela. Mostram  essas iniciativas uma das dobras do museu  na contemporaneidade, numa de suas faces mais controvertidas, a participação comunitária, buscando, como os  museus convencionais, o enriquecimento espiritual e material das populações e  propondo cada vez mais uma fórmula  de  interação e complementaridade entre  Patrimônio e Educação.

 

Não se trata, portanto,  de apenas apontar os bons resultados e os fracassos das experiências nesse campo, mas de estudá-las, refletir sobre suas estratégias, difundí - las, de modo a simplificar os métodos e torná-los acessíveis às comunidades desejosas de criar e administrar seu próprio museu.

 

Uma gestão  sustentável do museu como equipamento comunitário,  que seja instrumento de desenvolvimento, é um desafio  e um exercício de partilha  do patrimônio comum que se colocam aos promotores desses projetos, quer para a solução de continuidade do processo, quer para uma utilização mais eficaz  do patrimônio ( para quê? ), repartindo os custos e os esforços( com quê? )  e para a busca  racional da sustentabilidade do museu ( com quem? ), não apenas para formar  "consumidores culturais", mas  para colocar em ação novas formas de  partilha do patrimônio, de modo a capacitar todo cidadão para  participar da construção e transformação desse patrimônio, criando  e reforçando vínculos da população com seu território.

 

E qual partilha não será  o verdadeiro  canteiro da educação para a libertação das forças vivas de uma comunidade?

 

 

Um Programa  Internacional de Interações entre ecomuseus e museus comunitários

 

Este  III Encontro de Ecomuseus e Museus Comunitários -III EIEMC pretende responder à preocupação  dos  promotores das novas museologias de  partilhar percursos e a solução  das dificuldades  vividas  no interior desses museus na busca de sua própria  sustentabilidade. Para isso, convocam-se diferentes lugares, no Brasil,  na América e por todo o mundo, onde quer que estejam,  onde  esse tipo de experiência e /ou similares fazem seu caminho, quer em fase inicial ou em pleno desenvolvimento,  para que possam trazer sua contribuição na construção de um conceito de museu de todos e para todos,  pronto para participar do desenvolvimento de um território.

 

 

Os ateliês preparatórios

 

Por iniciativa de alguns colegas especialmente motivados, organiza-se atualmente uma rede de trocas e partilhas,  com o objetivo de  provocar a interação entre tais ateliês na América Latina, na Europa, na Ásia e se possível na África. Assim que esses ateliês comunicarem suas intenções, será divulgada uma lista de participantes.

 

Cada ateliê, que pode ser nacional, regional ou internacional,  será lançado por  um colega que reunirá profissionais interessados nessa noção de partilha  comunitária  do patrimônio numa perspectiva de desenvolvimento  e de educação. Eles definirão juntos  um tema de reflexão, de experimentação e de discussão, com base na experiência vivida por cada um no processo de seus projetos e no interior de suas  respectivas instituições.

 

Durante os 6 primeiros meses de 2004, trabalharão o tema, reunindo suas observações, sugestões, opiniões  num texto único ou em vários, delegando a um deles, que poderá  vir ao Rio de Janeiro para o encontro de 2004, a missão de relatar as conclusões  do grupo.

 

Tudo pode ser feito virtualmente, via Internet, ou também em reuniões, se houver meios de fazê-las  ou se aparecer uma oportunidade  ( uma reunião profissional regional ou internacional, por exemplo).

 

Durante o encontro do Rio ( 2004), o relator apresentará  em plenária o resultado dos trabalhos do grupo, comunicando-o verbalmente e por escrito. Os relatórios  poderão então ser discutidos e o debate acrescentado ao texto para uma publicação posterior.

 

 

Exemplos de temas de reflexão :

 

Para ajudar os colegas interessados e também para os ateliês preparatórios ,  organizando uma participação ativa no Encontro Internacional, propomos  a seguinte lista,  que não se esgota aqui, de questões afeitas aos museus comunitários e aos ecomuseu.

 

  • Por que e como  podemos partilhar nosso patrimônio 

  • Sustentar um museu comunitário ou um ecomuseu : como ? com quê ? com quem ?

  • Como fazer o inventário do patrimônio num ecomuseu e num museu comunitário ?

  • Qual será o patrimônio do futuro ? Há nele aspectos do nosso ambiente atual que poderemos    preservar?

  • Quem constrói, cria ou produz o patrimônio do futuro ?

  • Que é a museologia da libertação e como ela pode contribuir para uma construção mais democrática do patrimônio do futuro ?

  • Patrimônio e Educação:podem ser interativos ou complementares  ?

  • Que procedimentos e processos podem garantir  o caráter  sustentável  dos ecomuseus?

  • Como os ecomuseus podem se adaptar  aos conceitos de turismo cultural e de ecoturismo? E devem  fazê-lo?

  • Os ecomuseus podem fazer parte de um turismo " sustentável"? Existe uma ligação entre turismo sustentável e  museu comunitário sustentável?

  • Como as comunidades locais se beneficiam da democratização  e da libertação  pela  museologia ?

  • Outras...

Cada  pólo de ateliê pode escolher um desses temas ou qualquer outro, dentro do espírito do tema geral apresentado acima.

  

Objetivos do Encontro do Rio

 

Apresentar os relatórios dos ateliês preparatórios e discutí- los, para depois difundir amplamente as conclusões dos debates

Organizar coletivamente , com base numa ampla consulta, um projeto de guia prático dos métodos de gestão  participativa ( no sentido amplo , concepção, execução, relação com o desenvolvimento, avaliação, etc.)  para os ecomuseus e museus comunitários.

Acolher propostas de novos sítios e novas temáticas para a realização dos próximos encontros internacionais, a cada três anos, dando-se ênfase especial à solidariedade  aos pequenos museus e experiências embrionárias , numa tentativa de descentralização da partilha.

  

 

Roteiro do Encontro do Rio

  

O Encontro acontecerá em setembro de 2004, em  três períodos, num total de cinco dias de trabalho.

 

No Centro Cultural de Santa Cruz (03 dias)

 

III Encontro Internacional propriamente dito, sob o tema "Comunidade, Patrimônio compartilhado e Educação", com apresentação e discussão dos relatórios dos ateliês, bem como  a apresentação da experiência de Inventário Participativo em processo no Ecomuseu Comunitário de Santa Cruz.

 

      X Atelier Internacional do MINOM ( Movimento Internacional para uma

   Nova Museologia) sob o tema "Cultura e Democracia Participativa", onde temas como "Terminologia das Novas Museologias", "Organização Comunitária (diagnose e sistematização de experiências)", Novas temáticas e métodos de exposições segundo os interesses reais das comunidades", entre outros, serão apresentados e discutidos, antecipando a Assembléia Geral do MINOM.

  

Na Universidade  do Rio de Janeiro (UNIRIO), Escola de Museologia , Patrimônio e Turismo, em dois dias, no Auditório Paulo Freire:

 

Seminário sobre o tema « Patrimônio do Futuro »

 

Informações práticas :

 

Não é possível ainda definir com exatidão as datas, os lugares e os custos dessas diversas manifestações.

Essas informações serão dirigidas posteriormente às pessoas que  manifestarem seu desejo de participar desse projeto, quer  para trabalhar num ateliê preparatório, quer para assistir ao Encontro do Rio.Propomos a essas pessoas  preencher e remeter, em seguida, a ficha abaixo aos endereços, para que  possam estar informados sobre a  evolução do projeto.

 

"-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

FICHA   DE  ADESÃO

A enviar ao Ecomuseu Comunitário de Santa Cruz

Ecomuseu Comunitário de Santa Cruz ( Quarteirão Cultural do Matadouro)

Rua das Palmeiras Imperiais, s/ nº  - Santa Cruz - Rio de JaneiroCEP: 23 550 - 020   - BRASIL

 

Por fax :  n°  55 21 21 31589359  

Por e-mail : ecomuseusc@ br.inter.net

                 odalice@openlink.com.br

                                                                                   

 Nome :_____________________________________________________________________

 

Organismo/Instituição : ________________________________________________________

 

Endereço :    ________________________________________________________________

                                                             

Tel.       _______________/_______________________                             

 

Email : _______________________________________

Desejo     :   

Participar  do  III  EIEMC  
Criar um atelier  
Participar  de um ateliê  
Apenas estar informado sobre o projeto  

                                       

 

Data:                                           Assinatura:  

 


Menu
Home
Apresentação
Docentes2004/2005
Programas
Textos de apoio
Textos de referência
Calendário
Dissertações
Centro de Estudos
Cadernos de Sociomuseologia
Biblioteca
Revistas on-line
Links
Imagens
Universidade
Arquitectura, Urbanismo e Geografia

ULHT

LuvZone
Base de Dados
Infomusa
Internacional
MINOM Rio
Politica Nacional de Museus Ministério da Cultura Brasil
     
Copyright © 2005 Universidade Lusófona | Contacto | última actualização: 12/5/2005